14°C 31°C
Nova Mutum, MT
Publicidade

MT lidera ranking no país e registra mais de 9 mil focos de queimadas desde janeiro, diz Inpe

Cerca de 23,6% de todos os focos de calor registrados no país, estão no estado, que também lidera o número de focos de julho.

10/07/2024 às 15h29 Atualizada em 10/07/2024 às 15h34
Por: Wilmar Erasmo
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostram que Mato Grosso segue sendo o estado com o maior número de focos de calor no país desde o início de 2024. Os focos registrados no estado representam 23,6% de todos contabilizados no país até agora. De janeiro até esta quarta-feira (10), foram 9,2 mil focos de incêndio, um aumento de 41,53% se comparado com o mesmo período do ano passado, quando foram 6,5 mil focos.

Segundo o Instituto, o estado também lidera o número de focos de julho, com 477 registros. No estado, o bioma mais atingido pelos incêndios é a Amazônia, com 5,6 mil focos, seguido por Cerrado (2,7 mil focos) e Pantanal (827 focos).

Já as cidades mais atingidas pelos focos de incêndio neste mês são:

Feliz Natal - 490 focos

Cáceres - 482 focos

Tangará da Serra- 472 focos

Especialistas do Instituto S.O.S Pantanal, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e da WWF Brasil explicaram as principais razões das queimadas em cada bioma. (entenda)

AMAZÔNIA: Desmatamento

CERRADO: Seca e expansão das áreas utilizadas para a agropecuária

PANTANAL: Seca severa e queimas em propriedades particulares

Unidades de conservação

A unidade de conservação de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, foi a que mais registrou focos de calor (22 focos), seguida pela Cabeceiras do Rio Cuiabá (14 focos) e Nascentes do Rio Paraguai (5 focos).

Em junho, o governo de Mato Grosso lançou a Operação Pantanal 2024, que combate incêndios florestais na região do Pantanal no estado. O objetivo é evitar que o fogo destrua o bioma como em anos anteriores, em que a fauna e a flora da região foram atingidas pelas queimadas.

De acordo com a Secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, a operação foi antecipada em dois meses por causa da situação climática que afeta a região. O período proibitivo também foi antecipado, que passa a valer a partir desta segunda-feira.

“Antecipamos a proibição de 1 de julho para esse bioma. Somente serão autorizados focos preventivos, ou seja, o uso do fogo para prevenir eventos maiores”, diz.

CLIQUE AQUI e Participe da Comunidade do Site Hora News MT

CLIQUE AQUI e Siga o Instagram do  Site Hora News MT

CLIQUE AQUI e curta a Pagina do Facebook  do Site Hora News MT

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Nova Mutum, MT
21°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 31°

20° Sensação
2.37km/h Vento
39% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h10 Nascer do sol
06h32 Pôr do sol
Sex 34° 16°
Sáb 35° 17°
Dom 37° 18°
Seg 37° 18°
Ter 38° 19°
Atualizado às 20h40
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 -0,08%
Euro
R$ 6,04 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,71%
Bitcoin
R$ 376,072,06 +0,26%
Ibovespa
127,652,06 pts -1.39%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade