MAQUININHA LELECO
Tragédia

Barragem se rompe e deixa 2 feridos em MT; estragos ainda são avaliados

Uma barragem de rejeitos de minérios se rompeu, na manhã desta terça (1º), no Distrito de Cangas, próximo a Nossa Senhora do Livramento (a 38km de Cuiabá).

01/10/2019 15h31
Por: Redação Hora News MT
Fonte: Alan Pereira/RD News
343
Foto:GD
Foto:GD

Uma barragem de rejeitos de minérios se rompeu, na manhã desta terça (1º), no Distrito de Cangas, próximo a Nossa Senhora do Livramento (a 38km de Cuiabá). Informações apontam que dois funcionários da empresa de mineração ficaram feridos, após serem arrastados pela lama e salvos pelos colegas de trabalho. Eles já foram liberados e passam bem.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Livramento, a barragem se rompeu por volta das 8h. Às 10, o Município foi comunicado do rompimento, em um ponto de cerca de 32km distante da cidade, já para quem chega em Poconé.

De acordo com o Hospital Municipal Professora Maria Arlindo da Costa, os dois homens feridos, de 42 e 33 anos respectivamente, trabalhavam na beirada da barragem quando ela se rompeu. Eles foram arrastados, mas os colegas agiram rápido e conseguiram retirá-los da lama. Um deu entrada com dores nos membros superiores e falta de ar, e outro teve escoriações pelo corpo, falta de ar e dores nos olhos e corpo devido à lama.

Segundo o enfermeiro-coordenador do Hospital, Macelo Rodrigues Ferreira, os dois foram atendidos, ficaram em observação por uma hora e já foram liberados. Após a alta, a empresa passou na unidade hospitalar e os levou para um hospital particular em Várzea Grande. Até a publicação desta reportagem, não foram registrados novos feridos.

Estragos provocados pela lama de rejeito ainda não foram avaliados. A Defesa Civil de Livramento está no local. Em nota, a secretária estadual de Meio Ambient (Sema) informou que, em conjunto com a Agência Nacional de Mineração (ANM), enviou uma equipe para Livramento "para avaliar os impactos ambientais de rompimento de barragem de mineração".

"O empreendedor comunicou o ocorrido à Sema e aos demais órgãos de controle e relatou que já tomou as primeiras providências, como a construção de diques de contenção", informa.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.