MAQUININHA LELECO
BR-163

Concessionária não tem previsão para duplicação da BR-163 entre Sinop e Posto Gil

A Rota do Oeste, que detém a concessão da BR-163 de Sinop a divisa do Mato Grosso do Sul, ainda não tem previsão para duplicação da rodovia na região Norte do Estado, onde os poucos trechos duplicados são apenas nos perímetros urbanos de Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

20/09/2019 08h44
Por: Redação Hora News MT
Fonte: Só Notícias
75

A Rota do Oeste, que detém a concessão da BR-163 de Sinop a divisa do Mato Grosso do Sul, ainda não tem previsão para duplicação da rodovia na região Norte do Estado, onde os poucos trechos duplicados são apenas nos perímetros urbanos de Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.  Ao Só Notícias, ao concessionária informou que “é a principal interessada em resolver a situação do contrato de concessão da BR-163 e, inclusive, conta com a população de Sinop e outros municípios para ajudar a buscar uma solução junto ao Governo Federal, o que vem tentando desde 2016”. Mas não sabe quando vai tirar do papel o projeto.

A concessionária “esclarece ainda que embora as obras de duplicação não estejam ocorrendo, a empresa segue realizando serviços permanentes na região de Sinop como, manutenção do pavimento, sinalização e conservação da rodovia e vias marginais, além da prestação de serviços operacionais, com resgate médico e socorro mecânico” De acordo com a empresa, os serviços estão  “paralisados em decorrência de impactos extraordinários promovidos pela crise que atingiu a economia do Brasil. Além disso, não foi concedido à Rota do Oeste o financiamento de longo prazo pelo BNDES nos moldes acordados com o Governo Federal à época do leilão de concessão”. Até agora, a concessionária duplicou 117,6 quilômetros na região Sul do Estado.

Os presidentes das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Sinop e Sorriso reivindicaram, em Brasília, há poucos dias, dos deputados e senadores mato-grossenses empenho para cobrar da concessionária que administra a rodovia faça obras de duplicação de Sinop até o Posto Gil – extensão aproximada de 250 km – onde trafegam diariamente milhares de carretas, caminhões e veículos e há índice alto de acidentes inclusive com mortes  – o mais recente foi há 10 dias.

Já a prefeita Rosana Martinelli voltou a cobrar, em reunião esta semana com as equipes técnicas e engenheiros na sede da concessionária, em Cuiabá, que sejam construídas, na rodovia, rotatórias para dar acesso às avenidas dos Jequitibás, dos Pinheiros e das Palmeiras para reduzir o número de acidentes nestes trechos onde há muito movimento diariamente. Ela também cobrou retirada das muretas de contenção do viaduto com acesso a Júlio Campos e implantação de uma passarela tubular para passagem de ciclista e pedestres.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.