Quarta, 26 de Janeiro de 2022
Cidades Pontos Turísticos

Após tragédia em Capitólio, União pede levantamento de 'áreas de risco' em MT

O Ministério do Turismo determinou que o governo do Estado realize um levantamento dos pontos turísticos que possam apresentar risco de eventos geológicos em Mato Grosso.

12/01/2022 às 21h56
Por: Leandro Campos Fonte: Allan Mesquina/GD
Compartilhe:
Foto: Chico Ferreira
Foto: Chico Ferreira

O Ministério do Turismo determinou que o governo do Estado realize um levantamento dos pontos turísticos que possam apresentar risco de eventos geológicos em Mato Grosso. A medida vai servir como base para um plano de prevenção de acidentes, como o desmoronamento de rocha que matou 10 pessoas em Capitólio (MG), no último fim de semana.

Conforme apurou o , a notificação já foi recebida pela Secretaria Adjunta de Turismo de Mato Grosso (Seadtur). O órgão ficará responsável por elaborar e encaminhar uma lista dos pontos de turismo e a relação de municípios mato-grossenses que estão nas consideradas áreas de risco.

Os dados serão enviados ao representante do Serviço Geológico do Brasil em Mato Grosso(CPRM), Anderson Alves Souza. De acordo com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a apuração faz parte de uma série de medidas que estão sendo tomadas para dar mais segurança à prática do ecoturismo no Brasil.

Chapada dos Guimarães

Entre as principais regiões de exploração turística do Estado, está o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Na última segunda-feira (10), órgãos estaduais realizaram uma vistoria técnica na Rodovia MT-251, que liga Cuiabá a cidade serrana, para verificar a situação dos paredões que contornam a estrada. O ponto de inspeção fica próximo ao Portão do Inferno, que é um penhasco de mais de 70 metros de altura.

Conforme o doutor em geologia e analista da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Júlio César Arraes, a região é formada por arenito, que é uma formação rochosa frágil, e há um desgaste natural do material acelerado pela chuva.

O secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra, Nilton de Britto, afirmou que o governo vai atuar para prevenir desmoronamentos na rodovia. Já a chefe do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, Cintia Brazão, pontuou que o ICMBio já tem monitorado áreas de risco dentro do Parque, principalmente onde há visitação.

"Mudamos trilhas de posição para reforçar a segurança dos visitantes e, quando necessário, pedimos ajuda aos nossos parceiros para realizar vistorias e assim dispor de melhores opções nas decisões técnicas", disse.

Tragédia do Capitólio

Dez pessoas morreram enquanto aproveitavam um passeio turístico no Lago de Furnas, em Capitólio (MG), no último sábado (8). As vítimas estavam em um lancha chamada 'Jesus', que foi atingida por um grande desmoronamento de rocha.

Ainda não se sabe o que provocou o acidente. Além da Polícia Civil, a Marinha informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas do deslizamento de pedras na região.

PARTICIPE DO GRUPO DO SITE HORA NEWS MT NO WHATSAPP ATRAVÉS DESTE LINK.

SIGA O HORA NEWS MT NO INSTAGRAM ATRAVÉS CLICANDO AQUI.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.