Terça, 19 de Outubro de 2021
°

-

Polícia Justiça

Suspeito de matar gerente a facadas após seguir esposa e desconfiar de traição passa por audiência de custódia em MT

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Campo Novo, Honório Neto, duas testemunhas já foram ouvidas.

18/10/2021 às 11h46
Por: Leandro Campos Fonte: Carol Lynch, TV Centro América
Compartilhe:
 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O homem que matou a facadas o gerente de uma loja de autopeças em Campo Novo do Parecis, no último sábado (15), foi ouvido pela Justiça nesse domingo, em audiência de custódia.

Leandro, que trabalhava como gerente, foi morto com mais de 20 facadas e o crime foi registrado por câmeras de seguranças instaladas na rua. As imagens são fortes e mostram o suspeito correndo atrás da vítima com uma faca.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Campo Novo, Honório Neto, duas testemunhas já foram ouvidas. Uma teria presenciado o inicio da discussão e o próprio autor do crime que teria confessado os detalhes à polícia.

Conforme consta no boletim de ocorrência, o homem, que não teve sua identidade divulgada, suspeitava que a vítima estaria tendo um caso amoroso com a esposa dele. O homicídio aconteceu no centro da cidade.

Nas imagens registradas pelas câmeras de segurança da rua, é possível ver o momento em que a vítima Leandro Alves de Teles, de 38 ano, aparece fugindo do suspeito, que estava com uma faca. Em seguida, Leandro aparece novamente já cambaleando e cai em frente a uma loja.

Mesmo com a vítima já caída, o suspeito continua dando as facadas

Depois de aplicar mais golpes na vítima, o autor do crime fugiu do local, mas foi preso em flagrante momentos depois.

Ainda segundo o delegado, o suspeito seguiu a esposa e teria visto ela conversando com a vítima. A discussão teve início e gerou agressão momentos antes das imagens.

O suspeito não tinha passagens pela polícia e nem histórico de violência doméstica, segundo levantou a polícia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.