Terça, 19 de Outubro de 2021
°

-

Polícia Safe City

Operação prende 33 foragidos da Justiça em cidade de MT

A Gerência de Polinter e Capturas da Polícia Civil de Mato Grosso concluiu na última semana a Operação Safe City com o cumprimento de 33 mandados judiciais contra foragidos da Justiça estadual.

29/09/2021 às 21h47
Por: Leandro Campos Fonte: Assessoria/Polícia Civil-MT
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

A Gerência de Polinter e Capturas da Polícia Civil de Mato Grosso concluiu na última semana a Operação Safe City com o cumprimento de 33 mandados judiciais contra foragidos da Justiça estadual. As ordens judiciais foram cumpridas na região de Sinop e a maioria das prisões efetuadas é relativa a crimes de homicídio.

De acordo com a delegada titular da Polinter, Sílvia Pauluzi, a unidade policial levantou que na região havia pelo menos 60 mandados de prisão em aberto a cumprir e destes, as equipes conseguiram efetivar 33 deles. Os alvos de outros dez mandados já faleceram, porém, constavam ainda como pendentes no Banco Nacional de Mandados de Prisão.

A delegada destaca que a operação será realizada também em outras regionais do estado, o que facilita à equipe da Polinter reunir os mandados de uma região específica e criar uma força-tarefa para efetivar os cumprimentos. Oito investigadores e uma escrivã participaram do cumprimento das prisões. 

“A equipe de Capturas fez uma extensa pesquisa e reuniu todos os mandados identificados na região de Sinop e que estavam como pendentes de cumprimento. E durante uma semana, os investigadores e uma escrivã da Polinter se dedicaram ao cumprimento das prisões. Faremos esse mesmo trabalho em outras regiões do estado, a fim de reduzir o passivo de mandados”, explicou a delegada.

Em Sinop, a Delegacia Regional deu apoio ao cumprimento e parte dos mandados foram efetuados na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), a maior unidade prisional da região norte do estado.

Um dos mandados cumpridos foi para prender uma mulher de 55 anos condenada pela 1a Vara Criminal de Sinop, a 14 anos de reclusão, pelo homicídio qualificado do próprio pai.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.