Terça, 19 de Outubro de 2021
°

-

Geral Voo 1907

Acidente aéreo que matou 154 pessoas em MT completa 15 anos

Aeronave caiu numa região de mata no município de Peixoto de Azevedo, no dia 29 de setembro de 2006

29/09/2021 às 15h58
Por: Leandro Campos Fonte: Taiza Assunção/Mídia News
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um dos piores - e talvez o mais improvável - dos acidentes aéreos da história do Brasil completa 15 anos nesta quarta-feira (29).  

 

Era final da tarde do dia 29 de setembro de 2006 quando um jato Legacy se chocou em pleno voo com um Boeing 737-800 da Gol, que acabou caindo em uma região de mata em Peixoto de Azevedo (a 692 km de Cuiabá).

 

As 154 pessoas que estavam a bordo do avião, entre tripulantes e passageiros, morreram. Já os sete ocupantes do jato saíram ilesos, após o piloto conseguir pousar na Serra do Cachimbo, no Pará.

 

A tragédia aconteceu quando o winglet - pequena estrutura instalada perpendicularmente na ponta da asa - do Legacy atingiu a parte de baixo da asa do avião da Gol, causando sua ruptura e perda de controle, o que levou à desintegração da aeronave ainda no ar. 

 

Além da tragédia, o acidente provocou perplexidade mundial por causa da quase impossibilidade de duas aeronaves colidirem em voo de cruzeiro em uma área com baixo tráfego aéreo, como a Floresta Amazônica. 

O avião da Gol fazia o voo 1907 e havia saído de Manaus com destino final na cidade do Rio de Janeiro.

 

Já o jato havia saído de São José dos Campos (SP), faria uma parada em Manaus e, depois, seguiria para os Estados Unidos.  

 

Por volta de 21h, a Gol informou em nota o desaparecimento do Boeing. Naquele momento, a causa ainda era desconhecida.

 

Análises foram feitas e horas depois, houve a confirmação da queda do avião devido o choque com o jato.

 

Em seguida, a Força Aérea Brasileira (FAB) e o Corpo de Bombeiros iniciaram as buscas pelas vítimas do acidente.

 

Devido ao difícil acesso ao local onde a queda aconteceu, uma área de mata fechada, só na manhã do dia seguinte, 30 de setembro, os militares conseguiram encontrar os destroços do avião e os corpos começaram a ser resgatados.

 

As duas caixas-pretas do Boeing da Gol foram encontrados dois dias depois, 2 de outubro, e confirmaram a colisão com o jato Legacy.

 

O trabalho de resgate durou cerca de 50 dias e envolveu mais de 800 pessoas, entre militares e voluntários.

 

Investigação

 

Em 2008, após quase dois anos, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) divulgou o relatório final da investigação sobre o acidente e apontou falhas dos pilotos do Legacy, os norte-americanos Joe Lapore e Jan Paul Paladino.

 

Os dois só foram condenados em  em 2011 pela Justiça Federal em Sinop. A pena foi de  três anos, um mês e 10 dias de prisão pelo crime de atentado contra a segurança de transporte aéreo na modalidade culposa.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.