Domingo, 26 de Setembro de 2021
°

-

Cidades Apesar da Crise

Vendas de veículos acumulam alta de 23% em 8 meses

Embora tenha ocorrido retração de 9% em agosto, as concessionárias de veículos novos registram alta no acumulado do ano com todos os segmentos em rota de recuperação

11/09/2021 às 16h50
Por: Leandro Campos Fonte: Hiper Notícias
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

A demanda movimentada nas vendas de veículos novos, em Mato Grosso, apesar da pandemia, reflete-se na alta de 23,88% entre janeiro e agosto sobre o mesmo período de 2020. As vendas de autos, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, implementos rodoviários e outros somam 64.974 unidades. No mesmo período de 2020, somaram 52.450.

De acordo com o levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em agosto, os emplacamentos de veículos em Mato Grosso, considerando todos os segmentos automotivos, tiveram retração de 9,04%, na comparação com julho. A queda no mês reflete a escassez de insumos e componentes nas indústrias.

No segmento de comerciais leves, por exemplo, é registrada a falta de componentes eletrônicos. “Não há falta de consumidores e, sim, disponibilidade de produtos devido à falta de alguns componentes”, avalia Paulo Boscolo, diretor-geral da Fenabrave - Regional Mato Grosso (Fenabrave-MT).

Segundo o diretor do segmento de motocicletas (Fenabrave-MT), Ronan Alves, a baixa produção nas indústrias resultam em filas de faturamentos e tempo de entrega de 45 dias, em média, atualmente.

A mesma situação é confirmada no segmento de implementos rodoviários. “Para os implementos, o mercado continua aquecido, mas as fábricas não conseguem acompanhar a demanda, principalmente, em razão da falta de componentes, tais como semicondutores, que é matéria-prima para a produção de chips usados em eletrônicos, e pneus”, cita Antonio Menegassi, diretor no segmento.

Para o setor, a expectativa é de que a situação deve ser normalizada em 2022.

Em todos os segmentos o saldo é positivo. Para Automóveis, o crescimento nos oito primeiros meses do ano é de 17,54%. Comerciais Leves cresceram 46,94% no período. O segmento de Caminhões ultrapassa 41%. Ônibus acumula 225%. Já para motos, o percentual é de 14,9% e implementos rodoviários 24,36%.

As projeções da Fenabrave nacional em 2021 no Brasil se mantêm inalteradas, na expectativa de um crescimento geral de 13,6% sobre 2020.

Quer saber mais sobre o setor automotivo?

A quinta edição do Encontro Regional Fenabrave segue a tendência dos eventos nos tempos atuais. São dois dias de programação online baseada no tema: Menos é mais: Conexão é eficiência. Afinal, a maior tendência da atualidade em qualquer área é: melhorar a produtividade, focar em pontos chaves e a passar a ser mais eficiente para uma maior lucratividade.

Um exemplo dessa tendência é as concessionárias disporem de shows rooms menores e lojas onde o cliente se posiciona no centro das atenções.

O evento ocorrerá nos dias 9 e 10 de novembro, online e gratuito. Inscrições abertas no site https://fenabravemt.com.br/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.