Domingo, 26 de Setembro de 2021
°

-

Polícia Infância roubada

Maníaco de 46 estupra menino de 9 anos e oferece R$ 10 para comprar doces em MT

O garoto confirmou que o agressor dava notas de 10 e 20 reais para que ele comprasse doces e biscoitos em troca dos abusos sexuais.

27/08/2021 às 22h19
Por: Leandro Campos Fonte: Repórter MT
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Um homem foi preso no município de Nova Xavantina (a 645 km de Cuiabá), pela Polícia Civil, na tarde de quinta-feira (26), em ação para cumprimento de mandado de judicial. O estuprador de 46 anos estava com a ordem de prisão preventiva decretada pela juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca local, por cometer crime de violência sexual contra uma criança de apenas 9 anos.

Durante depoimento especial, a criança contou com detalhes que aceitou a oferta do suspeito com notas em dinheiro de R$ 10 e 20, para comprar doces e biscoitos.

 

 

 

As investigações iniciaram no mês de julho, após a mãe da vítima procurar à Polícia Civil para narrar os fatos. No boletim de ocorrência, a comunicante informou que seu filho de 9 anos foi abusado sexualmente pelo homem, que dava dinheiro ao menino para manter relação sexual com ele.

 

 

 

Com base nas revelações os policiais civis passaram a diligenciar para apurar as informações, sendo por meio de oitivas de testemunhas e exames periciais realizados na vítima, confirmado os abusos.

PARTICIPE DO GRUPO NO WHATSAPP DO SITE HORA NEWS MT, E FIQUE BEM INFORMADO EM NOTÍCIAS, VAGAS DE EMPREGO, ÚTILIDADE PÚBLICA E MUITO MAIS! CLIQUE AQUI

SIGA O HORA NEWS MT NO INSTAGRAM, CLIQUE AQUI.

 

 

Diante da gravidade da situação, a Delegacia de Polícia de Nova Xavantina representou pelo pedido de prisão preventiva do suspeito, prontamente deferido pelo juiz da Segunda Vara Criminal.

 

 

Com o mandado de prisão decretado, os policiais civis conseguiram localizar o investigado. Ao ser preso, ele foi conduzido para as providências cabíveis e posteriormente levado para o Presídio Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa, à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.