Terça, 15 de Junho de 2021
(65) 9.8455-7418
Polícia Novo Cangaço

PM mantém barreiras para encontrar ladrões de bancos em MT

Cinquenta policiais estão na operação; PM nega confronto com bandidos

05/06/2021 10h31 Atualizada há 1 semana
Por: Leandro Campos Fonte: Folha Max
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Cerca de 50 policiais militares, de diversos batalhões, participam da operação para localizar os bandidos que assaltaram duas cooperativas de crédito na manhã desta sexta-feira (4) em Nova Bandeirantes. Barreiras foram montadas em possíveis rotas de fuga, de dois grupos de inteligência policial, além de equipe do Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) atuam no local.

Até o momento, não foi confirmada nenhum prisão e nenhum confronto entre policiais e bandidos. Porém, a suspeita é de que os criminosos estejam escondidos em mata.

Segundo a Polícia Militar, duas equipes da Força Tática de Alta Floresta, o Bope (Batalhão e Operações Especiais), uma aeronave do CIOPAER, equipes de inteligência do 9º Comando Regional e do Bope já estão na região. Neste sábado, devem integrar a equipe de buscas a  Força Tática de Sinop e de Peixoto de Azevedo. 

O assalto ocorreu no fim da manhã de sexta-feira, quando os criminosos renderam clientes e funcionários do Sicoob e do Sicredi em Nova Bandeirantes. As vítimas foram feitas de "escudo humano" para que policiais não se aproximassem. O estilo da ação é denominado "Novo Cangaço".

Após roubarem o dinheiro, os criminosos fugiram levando reféns. Eles foram abandonados em estradas perto da região. Os bandidos ainda queimaram veículos para trancar estradas e dificultar a ação dos policiais. 

Desde o crime, policiais realizam barreiras na região para tentar encontrar os bandidos. Saídas para estados da região Norte - Rondônia, Pará a Amazonas - são vistoriadas, já que estas são uma possível rota de fuga.

Não foi informado quanto foi roubado dos dois bancos.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE ATENTO NAS NOSSAS NOTÍCIAS, CLIQUE AQUI  

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.