Terça, 15 de Junho de 2021
(65) 9.8455-7418
Covid-19 Rondonópolis

Caminhoneiro é internado em MT com suspeita de infecção por cepa indiana da Covid-19

O paciente está na UTI do Hospital Regional de Rondonópolis e o seu quadro clínico é considerado grave; ele teria percorrido por diversas cidades no Estado do Pará

27/05/2021 20h07
Por: Leandro Campos Fonte: Hiper Notícias
Reprodução
Reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis (210 km de Cuiabá-MT) está monitorando um caso suspeito de contaminação pela variante B.1.617 da Covid–19 encontrada na Índia. O paciente é um caminhoneiro, que não teve a identidade revelada.

Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da cidade.

Os exames para comprovar se o homem foi infectado pela cepa indiana do novo coronavírus já foram realizados e o resultado deve sair nos próximos dias.

Segundo informações, o quadro clínico do motorista é considerado grave. Ele teria percorrido diversas cidades no Estado do Pará antes de dar entrada na unidade de saúde em Mato Grosso.

A Secretaria comunicou ainda que o paciente está isolado e que todas as medidas necessárias estão sendo tomadas.

Por meio de nota, o titular da pasta, Vinícius Amoroso, reiterou o pedido para que a população siga atenta às medidas de biossegurança para evitar a contaminação pelo coronavírus e que não há motivo para criar uma celeuma na cidade.

Confira o comunicado na íntegra

"A Secretaria Municipal de Saúde confirma que identificou um caso suspeito da cepa indiana da Covid-19 em um paciente proveniente do Pará. A Saúde ainda aguarda exames para confirmar ou descartar o caso. O paciente que é motorista de caminhão e estava de passagem por Rondonópolis, está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Rondonópolis e isolado dos demais pacientes.

A informação sobre a suspeita foi repassada no início da noite desta quarta-feira (26) a Secretaria Municipal de Saúde, que acompanha o caso.

O secretário municipal de Saúde,Vinícius Amoroso, explica que o caso suspeito não é motivo para pânico, porém reforça a necessidade da população se conscientizar da importância de manter as medidas de prevenção, evitando aglomerações, priorizando o distanciamento social, usando máscaras e mantendo as medidas de higiene".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.