Domingo, 11 de Abril de 2021
(65) 9.8473-0999
Geral Revoltado

Em vídeo, prefeito de Rondonópolis ameaça lockdown caso Mato Grosso não receba mais vacinas

Disse que MT merece mais atenção

23/03/2021 14h24
Por: Wilmar Erasmo Fonte: Gazeta Digital
Reprodução
Reprodução

O prefeito de Rondonópolis (215 km ao Sul de CUiabá), José Carlos do Pátio (SD), ameaça fechar a cidade e “parar o país”, caso a situação da covid-19 não melhore na região e a cidade não receba a quantidade de vacinas adequadas à sua população. Em vídeo que circula nas redes sociais, ele afirma que vem sendo pressionado para não estabelecer lockdown, mas vai fazer se o cenário não mudar.

“Por enquanto estou segurança para não ter lockdown. Vou segurar até onde puder, mas se eu sentir que está ficando incontrolável, vou tomar uma atitude. Quando a gente fecha, liga todo mundo. A ministra da Agricultura me ligou quando fechei Rondonópolis a primeira vez. Me ligou 3 vezes, porque iria parar o país. Eu disse, ministra, não adianta ligar. Eu preciso cuidar do meu povo”, declarou na filmagem.

Em junho de 2020, Rondonópolis decretou lockdown por força de decisão judicial. Depois, o município conseguiu reverter a determinação e afrouxou as medidas. VEJA O VÍDEO. Abaixo.

Nessa época, a ministra da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, acionou o prefeito exigindo a reabertura, como conta o gestor no vídeo. Rondonópolis é uma importante rota de escoamento da produção agrícola do estado, o maior produtor de grão do país. Além dos caminhões que seguem em direção aos portos para exportação, a cidade abriga o terminal ferroviário, que transporta o que é produzido em todo o estado para o porto de Santos (SP).

“Se continuar desse jeito. Não mandando vacina para Mato Grosso e Rondonópolis, ou mandando a menos do que deveria mandar, proporcional ao que está mandando para o país, ai eu vou ter que tomar uma atitude. Porque, se parar Rondonópolis, eu paro uma parte de Mato Grosso e paro o país. Aí vão começar a olhar para Mato Grosso. Não é justo o que está acontecendo”, ameaça o prefeito.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado na segunda-feira (22), Rondonópolis tem 22.337 casos de covid confirmados e 542 mortos pela doença. A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) públicas na cidade está em 120%. Há 30 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) e 6 pacientes na espera por uma vaga. Há apenas uma UTI covid em hospital privado e está ocupada, com fila de espera de 9 pessoas.

 

 

Até o momento, 13933 vacinas foram aplicadas em Rondonópolis. 10166 da primeira dose e 3767 da segunda.

 

Outro lado

A assessoria da Prefeitura de Rondonópolis foi procurada e encaminhou a seguinte nota:

A Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis informa que recebeu um total de 18.446 doses de vacina. Foram enviadas ao Município 14.896 doses da vacina Coronavac (utilizadas para primeira e segunda dose), mais 4.550 da vacina AstraZenica.

A Secretaria de Saúde informa ainda que a cidade colocará em funcionamento mais 10 leitos de UTI ainda esta semana. Os leitos já estão sendo instalados no Hospital Municipal Antonio dos Santos Muniz (hospital de retaguarda para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19). Rondonópolis conta também com 15 leitos semi-intensivos exclusivos Covid na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Os leitos de UTI que começarão funcionar ainda esta semana serão mantidos com recursos exclusivos do Município e utilizados por pacientes de Rondonópolis. Lockdown não está em discussão. VEJA O VÍDEO.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.