Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
(65) 9.8455-7418
Geral Manipulação

Flamengo vê "crime" e promete denunciar empresário de MT

Após doar R$ 1 milhão para o Inter, Elusmar Scheffer diz que vai "injetar" dinheiro no São Paulo

22/02/2021 13h16
Por: Redação Hora News MT Fonte: Cíntia Borges/Mídia News
Reprodução
Reprodução

O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, anunciou que vai encaminhar uma notícia-crime à Polícia e ao Ministério Público contra o empresário do agro mato-grossense Elusmar Maggi Scheffer.

Depois de doar R$ 1 milhão para o Internacional, o empresário, que é torcedor do Colorado, anunciou que iria injetar dinheiro no São Paulo para que o time vença o Flamengo nesta quinta-feira (25) no Morumbi. Caso o clube carioca perca o jogo e o Inter supere o Corinthians em Porto Alegre, o time gaúcho será campeão brasileiro, após 41 anos de jejum.

No domingo (21), o Flamengo venceu o Internacional no Maracanã por 2 a 1 e se tornou líder do campeonato faltando apenas uma rodada para seu final.

Manipulação de resultado sob qualquer forma é crime previsto no Estatuto do Torcedor

“Manipulação de resultado sob qualquer forma é crime previsto no Estatuto do Torcedor, ainda mais quando são jogos da Loteria Federal. Hoje mesmo vamos encaminhar notícia crime ao MP e à polícia. Esse torcedor pode ser rico, mas vê-se que não é preparado”, afirmou Abranches em sua conta no Twitter.

O diretor-jurídico ainda pediu um boicote aos produtos da Amaggi, fazendo confusão em razão do sobrenome, uma vez que Elusmar, embora seja primo do ex-governador Blairo Maggi, é sócio- proprietário do Grupo Bom Futuro e não da Amaggi.

“Esse Maggi vinculado ao Inter (com a complacência do clube) disse que no Rio de Janeiro, sabe que será roubado, referindo-se à empresa Maggi. Além da notícia crime contra ele pela promessa de fraude, nosso povo deveria boicotar todos os produtos da Maggi”, escreveu.

A postagem diz respeito a uma declaração de Elusmar quando ele reclamava da expulsão do lateral direito Rodinei, o mesmo que foi escalado no jogo de domingo graças à doação do empresário.

"É que nem aquela história: 'Tenho de fazer uma entrega no Rio de Janeiro e sei que vou ser roubado, mas tenho que ir lá'. Isso não existe, foi uma vergonha, o lance do Rodinei foi uma vergonha. Na quinta, vamos ser campeões", disse Elusmar.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE ATENTO NAS NOSSAS NOTÍCIAS, CLIQUE AQUI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.