DELEGACIA VIRTUAL
MASTER TECNOLOGIA
8 Dias após o crime

Homem que matou ex-sogra após ela tentar defender a filha é preso em Cuiabá

Homem de 49 anos, investigado pelo assassinato da ex-sogra, foi preso em Cuiabá, nesta segunda-feira (15).

15/02/2021 21h26
Por: Wilmar Erasmo
Fonte: Gazeta Digital
Foto: Marcus Vaillant
Foto: Marcus Vaillant

Homem de 49 anos, investigado pelo assassinato da ex-sogra, foi preso em Cuiabá, nesta segunda-feira (15). A vítima foi morta no dia 7 passado, enquanto tentava defender a filha do agressor. O crime foi registrado em Campo Verde (131 km ao sul da Capital).

O mandado de prisão preventiva, deferido pela Comarca de Campo Verde, foi cumprido pela equipe da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), onde o suspeito se apresentou na manhã desta segunda-feira acompanhado de um advogado.

Após depoimento na Polinter, o suspeito será encaminhado para realização de exame de corpo de delito e em seguida irá a uma unidade prisional.

Crime

No dia 07 de fevereiro, Iracema Magri, de 64 anos, foi atingida com golpes de objeto cortante no pescoço e na cabeça, em uma residência no bairro Vale do Sol. A morte foi constatada por uma equipe do Samu.

A Delegacia da Polícia Civil foi acionada e iniciou a investigação para identificar e localizar quem cometeu o crime. Após diversas diligências, os investigadores chegaram à identificação do homem de 49 anos, que era genro da vítima. Imagens de câmeras de segurança foram coletadas e demonstram toda a execução criminosa cometida pelo suspeito.

O suspeito cometeu o crime após invadir a casa da vítima em busca da ex-companheira. A mãe foi atingida com os golpes de faca no abdômen e no pescoço, depois de discutir com o suspeito para defender a filha.

Com base nas informações obtidas durante a investigação, o delegado de Campo Verde, Romildo Nogueira Jr. representou à Justiça pela prisão preventiva do suspeito, que será indiciado pelo crime de homicídio com qualificadora em feminicídio, conforme o parágrafo 2º, inciso 6 do Artigo 121 do Código Penal. A pena prevista é de 12 a 30 anos de reclusão.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE ATENTO NAS NOSSAS NOTÍCIAS, CLIQUE AQUI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.