DELEGACIA VIRTUAL
MASTER TECNOLOGIA
Boa Esperança

Corpo de jovem torturado e morto a tiros é encontrado no Teles Pires em MT

A localização do cadáver ocorreu 23 dias após o desaparecimento da vítima

14/02/2021 11h47
Por: Wilmar Erasmo
Fonte: Portal Sorriso
Reprodução
Reprodução

A Polícia Judiciária Civil de Sorriso, por meio da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa), confirmou neste sábado (13), a localização do corpo de um jovem de 20 anos que foi torturado e morto a tiros, no último dia 21 de janeiro, em Boa Esperança do Norte. O rapaz foi baleado e jogado no rio Teles Pires. Uma segunda vítima conseguiu pular no rio antes ser morta.

O corpo do rapaz foi encontrado por um pescador, às margens do Teles Pires em um ponto conhecido como “Poço do Jaú”, já em avançado estado de decomposição. O Corpo de Bombeiros foi ao local e acionou as demais autoridades como a POLITEC (Polícia Oficial e Identificação Técnica) que recolheu o cadáver e o encaminhou ao IML (Instituto Médico Legal) de Sorriso onde serão feitos exames que comprovem a identificação.

Segundo informações do amigo da vítima, que também foi torturado e conseguiu se salvar ao pular no rio, o crime foi supostamente ordenado pelo Comando Vermelho (CV) em retaliação a um vídeo que ele gravou em apologia ao Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Apesar de negar que faça parte de alguma facção criminosa, o jovem relatou que publicou um vídeo "engrandecendo o crime ao PCC". Uma mulher, após visualizar as imagens encaminhou o conteúdo para um suposto representante do CV em Boa Esperança, que ordenou o crime. 

Segundo a vítima, a mulher marcou um encontro com ele, mas ao chegar no local foi capturado por três homens, juntamente com o amigo dele, que seria morto posteriormente. O jovem disse que o amigo não participou da gravação ou publicação do vídeo. Porém, pediu que ele o acompanhasse ao encontro. Ao serem levados para o Salto Magessi ambos teriam sido amordaçados e torturados por três homens. Ele relatou que os criminosos passaram faca na orelha dele e de seu amigo. 

Após isso, foram agredidos com chutes nas costelas e no rosto. Ainda segundo o jovem, ele e o amigo foram mantidos em cárcere privado até o outro dia, quando foram levados ao Salto Magessi. Ele relatou que o amigo foi alvejado enquanto ele conseguiu se jogar no rio, ser levado pela correnteza e se desamarrar. Depois, pediu socorro em uma estrada e comunicou o caso à polícia. 

Mulher detida 

De acordo com o PM major Inácio, a mulher, de 19 anos, que marcou encontro com o jovem para ele ser capturado, foi presa pela Polícia Militar de Boa esperança, pela Força Tática de Sorriso, cavalaria de Nova mutum e policiais de Santa Rita do Trivelato. 

Segundo a polícia, a jovem confessou ter informado ao suposto membro de organização criminosa sobre o vídeo, colaborando, portanto, com a ação dos criminosos. "Seriam organizações criminosas rivais que teriam feito isso como de represálias aos outros". 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.