HORA NEWS FACEBOOK
No Banheiro

Idoso aponta local em banheiro onde enterrou corpo de mulher em Sinop após confessar crime 24 anos depois

Jairo Narciso da Silva, de 64 anos, matou a mulher em outubro de 1994 e a enterrou no banheiro. Depois do crime, ele registrou um boletim de ocorrência alegando que a mulher havia deixado o lar.

03/08/2019 14h59
Por: Redação Hora News MT
Fonte: G1/MT
1.899
Foto: TVCA e Divulgação
Foto: TVCA e Divulgação

 

Jairo Narciso da Silva, de 64 anos, acompanhou a Polícia Civil durante as escavações dentro do banheiro de uma residência em Sinop, a 503 km de Cuiabá, na busca pelos restos mortais de Luzineide Leal Militão, ex-mulher dele, na sexta-feira (2).

Os trabalhos tiveram início depois que ele procurou a polícia e confessou ter matado a vítima, há 24 anos.

Antes da escavação, Jairo apontou o local dentro do cômodo onde o corpo da ex-mulher foi enterrado junto com outros objetos, entre eles os documentos de Luzineide.

Os ossos, uma bolsa e a identidade estavam em um buraco, a 60 centímetros de profundidade, abaixo do piso do banheiro da casa.

A ossada será encaminhada para perícia e DNA, que confirmará que se trata da vítima em questão. O resultado deve ser divulgado entre 30 e 60 dias.

O crime, segundo Jairo, foi cometido em outubro de 1994 e motivado por ciúmes.

Jairo disse ter matado a mulher no quarto do casal, enquanto ela dormia. Ele disse que usou uma barra de ferro para golpeá-la na cabeça. Entretanto, ao perceber que ela não havia morrido, ele a asfixiou.

À época, a casa estava em obras e logo depois foi vendida.

No mesmo período, o idoso registrou um boletim de ocorrência para comunicar o desaparecimento da mulher. No documento ele alegou abandono do lar. No registro feito à mão, ele era identificado como vítima.

Escavação

Os dois filhos da vítima acompanham os policiais. Muito abalados com o caso, eles não quiseram falar com a imprensa. Eles só ficaram sabendo do homicídio essa semana e, até então, acreditavam que a mãe havia abandonado a família, conforme Jairo alegava.

Duas irmãs da vítima entraram na casa e acompanharam de perto o trabalho da polícia. Além da escavação, os policiais devem fazer a reconstituição do crime.

Do lado de fora, a escavação foi observada por moradores, jornalistas e curiosos. A casa fica na Avenida das Itaúbas, no Bairro Jardim das Palmeiras.

  • Idoso aponta local em banheiro onde enterrou corpo de mulher em Sinop após confessar crime 24 anos depois
  • Idoso aponta local em banheiro onde enterrou corpo de mulher em Sinop após confessar crime 24 anos depois
  • Idoso aponta local em banheiro onde enterrou corpo de mulher em Sinop após confessar crime 24 anos depois
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.