HORA NEWS FACEBOOK
Itanhangá

Homem que arrancou pedaço da boca e do nariz da mulher passa por audiência de custódia e vai para a cadeia

Quando os policiais chegaram à residência do casal, conseguiram algemar o suspeito

03/08/2019 09h57
Por: Redação Hora News MT
Fonte: Flávia Borges, G1 MT
251
Foto: PJC-MT
Foto: PJC-MT

Preso em flagrante após arrancar um pedaço dos lábios e um pedaço do nariz da mulher a mordidas, Leonilton de Sousa Conceição, de 27 anos, passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Jorge Hassib Ibrahim, da Vara Única de Tapurah.

Ouvido pela delegada da Polícia Civil Vanessa Aguiar, Leonilton confessou que agrediu a mulher na noite de quarta-feira (31), alegou que havia ingerido bebida alcoólica e que não se lembrava de detalhes do crime.

Ainda segundo ele afirmou à delegada, eles estão morando juntos há cerca de três anos e a discussão teria começado por causa de um celular. “Ele foi autuado por lesão corporal gravíssima. Ele arrancou um pedaço da boca, um pedaço do nariz e da face, próxima ao olho, da vítima”, afirmou a delegada.

Ainda segundo ela, a mulher só poderá ser ouvida após se recuperar das lesões sofridas.

Após ser ouvido pela delegada, Leonilton foi encaminhado para a audiência de custódia. O juiz destaca que, “Leonilton foi encontrado no local dos fatos, ainda agredindo violentamente a vítima, sendo necessário o uso de força e algema para conter o suspeito. Destaca-se que mesmo algemado o suspeito permanecia no intento criminoso, a fim de permanecer agredindo a vítima”.

Conforme o depoimento de um policial militar que foi ouvido como testemunha, “(...) o suspeito tentava de todas as formas bater na vítima, o suspeito foi algemado com as mãos para trás como reza o procedimento operacional padrão, por diversas vezes o suspeito passava as algemas por baixo das pernas e se levantava contra a vítima sendo necessário contê-lo e algemá-lo novamente; (...) a vítima teve parte dos lábios inferiores e a ponta do nariz arrancados (...)”

“Constata-se, pela gravidade e desproporcionalidade das agressões, o risco de morte sofrido pela vítima, caso o suspeito não tivesse sido contido a tempo pelos policiais militares. Nessa marcha, entendo que não há nos autos condições favoráveis que lhe pudesse garantir o direito à liberdade. Portanto, estando presentes os requisitos legais, tenho por bem converter a prisão em flagrante em prisão preventiva”, afirmou o magistrado.

O crime

A vítima, de 21 anos, teve parte do lábio inferior e do nariz arrancados a mordidas pelo suspeito. O irmão de Leonilton de Sousa Conceição, de 27 anos, chamou a polícia quando percebeu o início das agressões contra a cunhada.

Quando os policiais chegaram à residência do casal, conseguiram algemar o suspeito. Entretanto, mesmo algemado, ele tentou se levantar e agredir a vítima novamente.

Uma ambulância foi acionada para levar a mulher até o Hospital Regional de Sorriso, onde ela permanece internada.

Leonilton foi levado para a delegacia com várias escoriações devido à resistência que teve ao ser preso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.