Domingo, 24 de Janeiro de 2021
(65) 9.9696-8266
Polícia Seis Tiros

Policial militar é assassinado pelo filho de 17 anos em MT

Jovem confessou a autoria dos disparos; ainda não se sabe o que motivou o assassinato

26/11/2020 08h36
Por: Leandro Campos Fonte: Midia News
Reprodução
Reprodução

Um sargento da Polícia Militar (PM) de Cáceres (a 220 km de Cuiabá), de 51 anos, foi assassinado com 6 tiros pelo próprio filho de 17 anos na noite desta quarta-feira (25). Ele chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu.

 

Segundo informações da própria PM, por volta das 19h30 as equipes receberam solicitação de apoio em uma residência de um militar. Quando os policiais chegaram ao local, o sargento foi encontrado no chão, ainda com vida.

 

Marcas de sangue foram encontradas desde a área dos fundos até a frente da casa. A vítima havia perdido muito sangue e ainda tentou se arrastar para pedir socorro.

 

Os policiais optaram por empregar o atendimento pré-hospitalar e, depois, o levaram para o Hospital Regional de Cáceres em uma viatura.

 

Vizinhos relataram que o filho teria efetuados vários disparos e fugido. 

 

Diante dessas informações, as equipes realizaram rondas para capturar o suspeito. Ele foi encontrado no Bairro Jardim Paraíso, nas proximidades do local do crime.

 

A arma utilizada para matar o pai não estava com o jovem. Ele disse que a teria entregue a seu tio.

 

O jovem foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil do Município. Em depoimento, ele confessou ter disparado contra o pai. O primeiro tiro atingiu a vítima entre o tórax e o abdômen. Depois disso, ele deu mais cinco disparos.

 

A PM foi então até a residência do tio e encontrou a arma do crime, junto com 11 munições intactas.

 

Durante a confecção do boletim de ocorrência, a equipe médica informou que o sargento não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

 

A Polícia Civil investigará o caso. As motivações do crime ainda não foram apuradas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.