Sábado, 05 de Dezembro de 2020
(65) 9.9696-8266
Polícia Plantão da Mulher

Homem suspeito de ameaçar e divulgar fotos íntimas de ex-companheira é preso em flagrante

A Polícia Civil, em ação da equipe do Plantão de Atendimento a Vítima de Violência Doméstica e Sexual, prendeu em flagrante, na noite de segunda-feira (16.11), um homem suspeito de ameaça, injúria e divulgação de nudez sem consentimento da vítima, sua ex-esposa.

17/11/2020 10h37
Por: Redação Hora News MT Fonte: Assessoria/Polícia Civil-MT
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil, em ação da equipe do Plantão de Atendimento a Vítima de Violência Doméstica e Sexual, prendeu em flagrante, na noite de segunda-feira (16.11), um homem suspeito de ameaça, injúria e divulgação de nudez sem consentimento da vítima, sua ex-esposa.

As diligências que resultaram na prisão do suspeito iniciaram após a vítima comunicar que separou do marido há uma semana e estava com passagem para voltar para sua cidade natal, São Carlos (SP), onde já teria conseguido retornar para o seu antigo emprego.

Não aceitando a separação, o suspeito foi até a rodoviária, onde passou a ameaçar a vítima de morte, ofender a sua honra com palavras de baixo calão, além de divulgar fotografias de nudez da ex-companheira, em seu status de WhatsApp.

Diante dos fatos, os policiais do plantão realizaram buscas pelo suspeito que foi localizado ainda nas proximidades da rodoviária, onde foi realizada a prisão em flagrante. Com ele, foi apreendida uma porção de maconha. O suspeito foi conduzido ao Plantão, onde foi interrogado pela delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos e posteriormente, lavrado o flagrante.

Segundo a delegada, com intuito de não deixar a vítima ir embora para sua cidade natal, o suspeito chegou a ligar para a futura empregadora da ex-companheira, ameaçando jogar uma bomba no estabelecimento comercial dela, fato que fez que a dona do comércio negasse a promessa de emprego.

“Em análise, a avaliação de risco da vítima é fácil concluir que o agressor tem alto potencial de reiterar as agressões físicas já perpetradas anteriormente contra ela e cumprir as ameças de morte proferidas e registradas em áudio, enviados através do aplicativo WhatsApp”, disse a delegada.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.