Quinta, 26 de Novembro de 2020
(65) 9.9696-8266
Política Contrato de 92 mi

Mauro inicia obra e diz que “hospital simbolizava vergonha de MT”

Governo assinou ordem de serviço para retomada de obra que irá custar R$ 92,9 milhões

06/11/2020 11h29
Por: Redação Hora News MT Fonte: Midia News
Reprodução
Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM) deu início, nesta sexta-feira (6), às obras do Hospital Central do Estado, que estava parado há 34 anos. Ele assinou a ordem de serviço à empresa Lotufo Engenharia e Construções, que assinou contrato de R$ 92,9 milhões.

 

Em conversa com a imprensa, Mendes classificou a obra como “a maior vergonha da administração pública” do Estado, por conta do período em que ficou parada. O Hospital Central começou a ser construído em 1984.

 

“É uma obra que simbolizava a vergonha da administração pública perante a população. Simbolizava o desrespeito com o dinheiro público. Uma obra de saúde que ficou parada por 34 anos”, disse.

 

“Então, hoje, além de darmos um passo importante para fazermos a saúde funcionar, resgatar a qualidade da infraestrutura da saúde, demos um passo para virar essa página, que é o maior símbolo do descaso com dinheiro público, da incompetência da administração pública, de todos aqueles que não puderam ou não quiseram fazer sua parte para mudar”, acrescentou.

 

Segundo Mendes, o hospital contará com cerca de 32 mil metros quadrados de área construída, sendo que são 9 mil da estrutura antiga e mais 23 mil de ampliação.

 

Também estão previstos 290 leitos, destes 60 serão para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 230 leitos de enfermaria e cuidados intermediários, além de 10 salas de cirurgia.

 

“Mato Grosso está no caminho certo. A excelência na saúde é um longo caminho a se percorrer e isso depende de uma boa infraestrutura, bons equipamentos, medicamentos e profissionais", afirmou.

 

"A primeira parte disso o governo está fazendo, depois será com os profissionais que vão trabalhar mais motivados e com mais condições”, acrescentou.

 

Sem viés político

 

O prazo de conclusão da obra é de 22 meses, mas Mendes afirmou que pode ser finalizada em até 16 meses.

 

Por conta de a finalização cair em 2022, ano eleitoral, o governador foi questionado pela imprensa se teria ligação com a possibilidade de reeleição dele. O democrata negou.

“Eu não trabalho pensando em eleição, muito menos em reeleição. Trabalho pensando em fazer aquilo que é melhor para a população, aquilo que é melhor dentro das obrigações do Estado”, resumiu.

 

Histórico

 

O Hospital Central começou a ser construído em 1984, mas foi paralisada três anos depois por conta de cortes de verbas do Governo Federal.

 

A unidade foi pensada em oferecer atendimento de alta complexidade em traumatologia, ortopedia e urgência e emergência de trauma.

 

No ano de 1992, a construção chegou a ser retomada pelo Estado, mas logo foi paralisada novamente.

 

Em 2004, o Governo Estadual mais uma vez voltou a comandar as obras do hospital, porém foram interrompidas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Nova Mutum - MT
Atualizado às 13h13 - Fonte: Climatempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 31°

28° Sensação
12.9 km/h Vento
35.4% Umidade do ar
80% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (27/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (28/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.