MAQUININHA LELECO
Mulher sofria Ameaça

Casa da mãe de estuprador de menina de 8 anos é incendiada

Delegado disse que fogo foi criminoso e espera que autor seja identificado e preso ainda hoje

29/07/2019 13h09
Por: Redação Hora News MT
Fonte: Midia News
Reprodução
Reprodução

A casa da mãe de Jonatan Nicolas Duarte, de 20 anos, acusado de estuprar e matar uma menina de oito anos no dia 18, foi incendiada na noite desse domingo (28), em Sorriso (a 420 km de Cuiabá).

 

O delegado André Eduardo Ribeiro afirmou que o fogo foi criminoso e a Polícia Civil está investigando o caso.

 

“Tudo indica que foi criminoso, de acordo com a perícia feita no local. Nesse caso do incêndio, nós vamos investigar e ele [o autor] será preso por ter cometido um crime de incêndio”, disse.

 

 

No momento do incêndio, não havia ninguém na residência. Vizinhos disseram que a mulher e os filhos se mudaram logo depois do crime.

 

Vizinhos, ao perceberem as chamas, se mobilizaram para tentar controlar o fogo. Um morador chegou a quebrar o telhado e jogou água dentro da casa.

 

Segundo informações locais, em questão de minutos, o Corpo de Bombeiros chegou ao local e fez a contensão do fogo.

 

O incêndio destruiu um colchão, um fogão e outros objetos que estavam no imóvel.

 

O delegado ainda revelou que a mãe de Jonatan chegou a receber ameaças de morte e registrou um boletim de ocorrência na semana passada.

 

“Ela não sabe identificar o autor, mas as pessoas comentam com ela. Segundo ela, são terceiros falando de ameaças à família”, expôs.

 

A Polícia espera identificar e prender o autor do incêndio ainda na tarde desta segunda-feira (29). Ribeiro disse que tem uma equipe nas ruas investigando o crime.

 

“A gente lamenta tudo isso que está acontecendo, mas estamos investigando o crime de incêndio. Quem sabe, nas próximas horas, a gente identifica o autor e ele será punido, preso em flagrante”, disse.

 

Estupro e morte

 

Jonantan é acusado de estuprar e matar uma menina de oito anos no dia 18 deste mês. Ele era vizinho da vítima e confessou o crime à Polícia Civil.

 

De acordo com a Polícia Civil, no momento do crime a menor estava sozinha na casa onde morava com a mãe e o padrasto, por volta das 23h, no Bairro São José. Ela havia acabado de entrar para dormir, depois de brincar com amigos da vizinhança.

 

Em seguida, o vizinho, que mora nos fundos da casa, entrou no imóvel e foi até o quarto da garota, onde cometeu o estupro.

 

Em depoimento, ele alegou ter ingerido bebidas alcoólicas e usado drogas. Ele contou que quando percebeu que havia matado a criança, parou com o estupro e a cobriu com lençol para que os pais pensassem que ela estava dormindo.

 

Ao chegar em casa, a mulher disse ter acreditado que a filha teve uma convulsão e a levou no Hospital Regional de Sorriso. No entanto, a menor já chegou sem vida ao local.

 

Segundo o delegado André Ribeiro, a criança teve o pescoço quebrado e estava com lesões no ânus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.