Segunda, 26 de Outubro de 2020
(65) 9.9696-8266
Geral Pantanal

Sob coordenação do Governo do Estado, militares da Força Nacional iniciam combate aos incêndios

Os militares chegaram ao município de Poconé nesta quinta-feira (24.09) e atuam inicialmente por terra

25/09/2020 18h38
Por: Redação Hora News MT Fonte: Corpo de Bombeiros MT
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os 48 militares da Força Nacional enviados para Mato Grosso iniciaram nesta sexta-feira (25.09) as atividades de combate e controle dos incêndios na região do Pantanal. Sob orientação do Comitê Integrado Multiagências de Mato Grosso (Ciman-MT), o grupo teve acesso ao mapa com as localizações dos focos e instruções para a atuação com segurança.

Para auxiliar na operação de combate direto ao fogo são utilizadas sete aeronaves, viaturas, um caminhão baú, um micro-ônibus e equipamentos como abafadores, soprador, bomba costal, enxadas e rastelos. O grupo é formado por militares - homens e mulheres que vieram de outros Estados brasileiros como Pará, Rondônia, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Amazonas, São Paulo, Maranhão, Acre, Roraima, Amapá e Distrito Federal. Eles permanecem na região por 30 dias, com a possibilidade de prorrogação.

Os militares chegaram ao município de Poconé nesta quinta-feira (24.09) e atuam inicialmente por terra, nas proximidades da Pousada Aymara, Transpantaneira e Fazenda Pixaim. Na Estância Dorochê e no Parque Estadual Encontro das Águas, o acesso é feito somente com o uso de aeronave e este combate deve ser realizado já nos próximos dias.

Os focos de incêndio no Pantanal tiveram redução de 80% na última semana, conforme levantamento do Corpo de Bombeiros.

“Hoje estamos intensificando a implementação das equipes em campo, com ações em Barão de Melgaço e Porto Jofre. Está ocorrendo o monitoramento e vigilância as áreas onde o fogo já foi combatido e temos uma tropa que atuará em conjunto próximo à divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que passa pela mesma situação de incêndios florestais. Mesmo com a redução dos focos, ainda é necessária uma força-tarefa para que o estágio de controle total do fogo seja alcançado”, pontuou o comandante do Comitê Integrado Multiagências de Mato Grosso (Ciman-MT), tenente-coronel Dércio Santos da Silva.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, coronel Alessandro Borges, destacou a importância do reforço, já que o trabalho de combate aos incêndios no Pantanal vem sendo feito pelo Estado há mais de 70 dias.

“Trata-se de um trabalho contínuo e substituímos nossos militares de 10 em 10 dias. No entanto, eles continuam o atendimento de ocorrências de rotina na cidade. Este reforço é muito importante por termos um efetivo maior na escala de combate aos focos, que hoje, apresentam intensidade mais baixa. Se não fosse o trabalho forte do Governo do Estado e do Governo Federal, provavelmente teríamos danos maiores”, explicou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, coronel Alessandro Borges.

Operação Pantanal II

A operação foi deflagrada no dia 7 de agosto, e desde então empenha esforços para proteção da maior planície alagável do mundo. A região abriga o Parque Encontro das Águas, conhecido por ter a maior concentração de onças do Pantanal.

Há mais de 200 pessoas atuando no combate às chamas, entre eles militares do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, militares da Marinha do Brasil, funcionários do SESC, ICMBio, IBAMA, militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul e servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.