MAQUININHA LELECO
MANDADO DE PRISÃO CU

Polícia Civil prende mais um homem suspeito de estuprar a enteada em Sorriso-MT

Homem confessou o crime, conforme consta nos autos do processo; ouça o áudio

25/07/2019 17h06
Por: Redação Hora News MT
Fonte: Portal Sorriso
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Mais um homem suspeito de estupro de vulnerável foi preso em Sorriso. Trata-se da segunda prisão pelo mesmo crime registrada no município em menos de 24 horas. Nesta quinta-feira, um mandado de prisão em aberto foi cumprido pela Polícia Civil em desfavor de um padrasto de 27 anos que estuprou a enteada, de 12 anos.

Segundo consta nos autos do processo, o homem confessou o crime. A prisão foi decretada pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Sorriso, Anderson Candiotto. O trabalho de detenção ocorreu em parceria com o Ministério público, Poder Judiciário e Polícia Civil.

De acordo com a promotoria de Justiça, o investigado praticou os atos sexuais com a adolescente por diversas vezes. Por meio de uma conversa telefônica, o homem confessou o crime ao alegar que tudo foi feito a pedido da garota e com o consentimento dela. Ele relata que não houve penetração e que passava a mão nas partes íntimas da enteada. Escute o ÁUDIO AQUI.

Segundo o delegado André Ribeiro, o áudio foi recebido e será averiguada se a voz é realmente do acusado. "Se for o caso, mandaremos para a perícia. Mas, no interrogatório, ele nos fala que esse áudio ele falou de brincadeira, que estava bêbado, 'zoando'. Ele reconhece como sendo a voz dele, mas cita que estava 'brincando".

Venezuelano detido

Ontem, conforme o Portal Sorriso noticiou, também foi detido no município um homem acusado de estuprar as enteadas de 9 e 10 anos.

Um venezuelano que reside em Sorriso há cerca de 7 meses foi preso pela Polícia Civil. O acusado, de 32 anos, reside no Brasil há aproximadamente 2 anos. Na casa dele, em Sorriso, foi apreendido um celular.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.