Sexta, 23 de Outubro de 2020
(65) 9.9696-8266
Política Corrida ao Senado

4 dos 11 candidatos declaram bens; Leitão tem chapa mais rica

Chapa de tucano soma mais de R$ 20 milhões; primeiro suplente, Júlio Campos (DEM) declarou R$ 18 mi

22/09/2020 00h30 Atualizada há 1 mês
Por: Leandro Campos Fonte: Midia News
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Até a tarde desta segunda-feira (21), apenas quatro dos 11 candidatos a eleição suplementar para o Senado Federal haviam feito a declaração de bens ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

São eles: o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), a tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota), o professor Feliciano Azuaga (Novo) e o Procurador Mauro (Psol).

  

Segundo levantamento realizado pelo MidiaNews, com dados fornecidos no registro de candidatura realizados junto à Justiça Eleitoral, a chapa com o maior patrimônio acumulado é encabeçada por Nilson Leitão - que tem Júlio Campos (DEM) como primeiro suplente e José Márcio Guedes (PL) na segunda suplência.

  

Ao todo, Leitão declarou R$ 863,8 mil em bens. Destes, R$ 547,8 mil são referentes a quatro imóveis que o tucano possui na cidade de Sinop (a 480 km de Cuiabá). O pré-candidato também declarou ter um Fusca 1600, ano 1995, no valor de R$ 7 mil, além de Hyundai Santa Fé (R$ 65 mil) e um Corolla (R$ 45 mil).

  

Veja abaixo:

 

 

O maior montante chapa fica por conta do primeiro-suplente, o ex-governador Júlio Campos – veja a lista completa AQUI.

 

Ele declarou à Justiça Eleitoral R$ 18,7 milhões em patrimônio acumulado, entre participações societárias, aplicações e investimentos, um apartamento em Cuiabá (com valor estimado em R$ 776,6 mil) e imóveis rurais – como uma fazenda em Barão de Melgaço, que vale R$ 2 milhões.

  

Já o segundo suplente, servidor público Márcio Guedes, declarou ter quatro imóveis (três em Rondonópolis e um em Cuiabá) e ser sócio proprietário de uma empresa, totalizando um montante de R$ 1,3 milhão em bens – confira AQUI.

  

Candidata pelo Patriota, a tenente-coronel PM Rúbia Fernanda declarou à Justiça Eleitoral ter R$ 1,6 milhão em bens, dos quais a maior parte refere-se a uma casa no Alphaville, em Cuiabá, cujo valor é estimado em R$ 1,5 milhão.

  

Na lista, ela também declarou ainda ter uma Toyota Hilux SW4, ano 2018, em nome de seu marido, no valor de R$ 81 mil – confira a lista completa AQUI.

 

O primeiro suplente da sua chapa, ex-deputado federal Victório Galli (Patriota), declarou ter apenas um veículo em seu nome, um Renault Duster com valor estimado em R$ 64 mil – veja AQUI. 

  

Segundo suplente na chapa da coronel, o PM Tenente Esteves (Patriota) declarou ter R$ 164,3 mil em bens, dos quais o maior montante refere-se a uma casa no Bairro Tijucal, com valor estimado em R$ 133 mil – clique AQUI.

  

Candidato pelo partido Novo, o professor Feliciano Azuaga declarou ter apenas um terreno avaliado em R$ 170 mil. Veja abaixo:

 

 

 

O primeiro suplente da sua chapa, Sérgio Antunes (Novo), declarou R$ 950 mil em bens, entre eles uma BMW X5 (R$ 250 mil) e um apartamento (R$ 350 mil). Veja a declaração AQUI.

  

Ocupando a segunda suplência na chapa de Feliciano, Vanessa Tomizawa (Novo) declarou ter apenas um Celta em seu nome, com valor estimado em R$ 16 mil – veja AQUI.

  

Já o candidato do Psol, Procurador Mauro, declarou ter um patrimônio de R$ 221 mil, sendo que a maior parte refere-se a uma casa em Cuiabá avaliada em R$ 150 mil.

 

Confira abaixo:

 

 

 

 

A sua primeira suplente e colega de partido, Gonça de Melo, não declarou patrimônio algum à Justiça Eleitoral – clique AQUI.

  

Já o candidato que ocupa a segunda suplência, o enfermeiro Vanderley Guia (Psol), declarou ter R$ 193 mil em bens – sendo o maior deles um apartamento estimado em R$ 120 mil. Confira a lista completa AQUI.

 

 

 
 

  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.