Sábado, 24 de Outubro de 2020
(65) 9.9696-8266
Cidades Queimadas

Prefeito teme invasão de animais selvagens e até nova aparição de onça em cidade por conta de queimadas

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, teme que as queimadas desenfreadas na região provoquem a invasão de animais selvagens na cidade, que fica na região do Pantanal mato-grossense.

19/09/2020 22h07
Por: Redação Hora News MT Fonte: Olhar Direto
Reprodução
Reprodução

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, teme que as queimadas desenfreadas na região provoquem a invasão de animais selvagens na cidade, que fica na região do Pantanal mato-grossense. Há algum tempo, é comum a aparição até de onças nos arredores do município. Agora, com o fogo devastando o território, há o temor de que os bichos possam correr para dentro das cidades para fugir do fogo.

“Com estas queimadas, os animais acabam fugindo do fogo e se aproximando. Poderemos ter novamente onças aqui dentro da cidade. As capivaras você encontra direto por aqui. Os pássaros adultos ainda conseguem fugir, mas os filhotes morrem queimados. Temos macacos encontrados queimados também pela região. A situação é bastante triste”, explicou o prefeito.
 
Segundo Francis, até agora não houve nenhum avistamento de animal selvagem que possa causar qualquer tipo de perigo para os cidadãos da cidade. Porém, os animais seguem monitorados.
 
Vale lembrar que Cáceres foi destaque nacional em 2018, quando uma onça fez de uma ilha em frente à Praça Barão, em Cáceres a sua ‘moradia’. A situação movimentou o turismo da região. Placas de alerta para a presença do felino tiveram que ser colocadas ao longo da baía.
 
Em 2019, uma onça parda invadiu uma casa em Cáceres e acabou capturada pela Polícia Ambiental. O resgate aconteceu após a chegada de um veterinário, que utilizou dardos tranquilizantes para auxiliar na remoção do animal.
 
Há a suspeita de que o animal possa ter entrado na residência pela porta dos fundos. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, os moradores pensavam que um cachorro havia entrada na casa, até que descobriram que se tratava de uma onça parda. Eles precisaram ser retirados da residência pelas janelas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.