Domingo, 27 de Setembro de 2020
(65) 9.9696-8266
Geral Recuperando

'Orem por mim' pede médica picada por jararaca em MT

Médica Dieynne Miranda Saugo, picada duas vezes por uma cobra jararaca na região turística de Nobres, se recupera das cirurgias realizadas para conter os sangramentos em seu corpo em um hospital particular de São Paulo, onde também foi diagnosticada com covid-19.

06/09/2020 10h54
Por: Redação Hora News MT Fonte: Gazeta Digital
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Médica Dieynne Miranda Saugo, picada duas vezes por uma cobra jararaca na região turística de Nobres, se recupera das cirurgias realizadas para conter os sangramentos em seu corpo em um hospital particular de São Paulo, onde também foi diagnosticada com covid-19. Ela segue em isolamento, recebendo auxilio apenas da equipe médica. Mas, para se manter firme no tratamento, conseguiu conversar por chamada de vídeo com a família e aproveitou para pedir orações aos amigos e seguidores.

Em publicação na rede social, irmã da médica explica que ela estava com sangramento na traqueostomia que fez ainda em Cuiabá – por isso a necessidade da doação de sangue em caráter de urgência. A notícia foi animadora, mas logo depois, a preocupação com o diagnóstico do coronavírus.

Na madrugada de sexta, ela precisou fazer uma cirurgia no braço e durante todo o dia teve sangramentos, mas que acabou sendo contido ao longo do dia. “Hoje tivemos notícias maravilhosas, que a cirurgia da fasciotomia não teve mais nenhum sangramento, que não foi preciso trocar o curativo e que o tecido dela está ótimo, com as veias preservadas”, conta.

Chamada de vídeo

Isolada da família e dos amigos em um momento complicado em seu tratamento, a irmã contou que a médica pediu à enfermeira para ligar por vídeo para os familiares. “Ela deu vários sorriso, ciente de que essa tempestade está prestes a terminar. Quem conhece ou segue a Dy sabe a vontade que ela tem de viver e saibam que ela está lutando muito”, disse.

Em uma das fotos, a médica aparece segurando um cartaz escrito à mão: “ordem por mim. Amo vocês”. “Não tenho palavras para agradecer cada oração, ligação, mensagem apoio. São nessas horas que vemos que ainda existem pessoas maravilhosas e que o mundo pode ser melhor com a ajuda de cada um”, finaliza a irmã.

Para ajudar a arcar com os custos das cirurgias e do tratamento da médica, a família criou uma ‘vakinha’ online – que pode ser acessada aqui. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.