14°C 31°C
Nova Mutum, MT
Publicidade

Alckmin irá participar de reinauguração de fábrica de etanol de milho em Sinop

npasa produzirá 4,5 milhões de litros de etanol hidratado e 4,5 milhões de litros de anidro por dia

05/07/2024 às 08h01 Atualizada em 05/07/2024 às 23h37
Por: Wilmar Erasmo Fonte: Midia Jur
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, confirmou que vai participar da solenidade de reinauguração da fábrica da Inpasa em Sinop, que deve ocorrer até outubro deste ano. Ele recebeu na quarta-feira (03.07), em Brasília, o presidente da Inpasa Brasil, José Odvar Lopes, e o ex-senador Cidinho Santos, que lhe fizeram o convite pessoalmente.

A unidade de Sinop foi pioneira no país no processamento do etanol de milho, ao ser inaugurada em 2018. Atualmente a planta está em processo de ampliação para processar 13 mil toneladas de milho/dia e atingir a produção diária de 4,5 milhões de litros de etanol hidratado e 4,5 milhões de litros de anidro. Com isso, ela deve se tornar a maior unidade industrial produtora de etanol de milho do mundo.

Alckmin assegurou que deve participar da solenidade, que ainda não tem data marcada. Ele ainda ressaltou a importância da descarbonização e o compromisso do país com a segurança alimentar, energética e com o clima.

“O etanol de milho produz o DDGs, uma ração animal, garantindo a segurança alimentar. Traz também a segurança energética com o etanol de milho, com bioeletricidade, ou seja, uma energia mais limpa, renovável e o mais importante gerando empregos, confiando no Brasil e promovendo o desenvolvimento. Fico feliz de receber o José Lopes e o Cidinho”, disse o vice-presidente.

O ex-senador Cidinho Santos destacou o pioneirismo da Inpasa Brasil, que iniciou as atividades no Paraguai em 2006, onde possui duas plantas naquele país, decidiu investir no Brasil há seis anos e agora tem cinco indústrias, sendo duas delas em construção.

“A Inpasa é hoje a maior produtora de etanol do Brasil e daqui a pouco do mundo. Desde o princípio quando o senhor assumiu o Ministério de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, se colocou na defesa do setor de biocombustível, tanto do biodiesel quanto do etanol. Agora vamos aguardar a aprovação do combustível do futuro no Senado Federal, que será um marco para o setor do biocombustível no Brasil”,

Em Mato Grosso, a Inpasa também possui indústria em Nova Mutum. Depois expandiu para Dourados (MS), Sidrolândia (MS) e Balsas (MA), sendo estas duas últimas devem entrar em operação neste ano e em 2025, respectivamente. Entre as novidades é que a nova planta no Mato Grosso do Sul também vai processar etanol a partir do sorgo.

Com as cinco indústrias em funcionamento, a capacidade de processamento subirá de 7,5 milhões de toneladas para 12 milhões de toneladas de grãos por ano, resultando em cerca de 5 bilhões de litros do biocombustível, um crescimento de mais de 40% sobre os atuais 3,5 bilhões.

Mato Grosso é o maior produtor de etanol de milho do país, com cerca de 70% de participação no mercado. O Estado tem 18 indústrias de etanol e outras quatro podem iniciar operação nos próximos anos. Dentre as gigantes do setor está a Inpasa, que desponta como uma das maiores do mundo na produção do biocombustível.

CLIQUE AQUI e Participe da Comunidade do Site Hora News MT

CLIQUE AQUI e Siga o Inatagram do  Site Hora News MT

CLIQUE AQUI e curta a Pagina do Facebook  do Site Hora News MT

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Nova Mutum, MT
21°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 31°

20° Sensação
2.37km/h Vento
39% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h10 Nascer do sol
06h32 Pôr do sol
Sex 34° 16°
Sáb 35° 17°
Dom 37° 18°
Seg 37° 18°
Ter 38° 19°
Atualizado às 20h40
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 -0,08%
Euro
R$ 6,04 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,71%
Bitcoin
R$ 376,628,03 +0,40%
Ibovespa
127,652,06 pts -1.39%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade