Quarta, 05 de Agosto de 2020
(65) 9.9696-8266
Geral Segurança Pública

Aulas do ensino regular serão retomadas nas unidades penais nesta segunda-feira (03)

Em Mato Grosso, cerca de 2.200 pessoas, entre homens e mulheres, estão matriculados no nível fundamental e médio

30/07/2020 13h56
Por: Redação Hora News MT Fonte: Hérica Teixeira | Sesp-MT
Foto: Christiano Antonucci
Foto: Christiano Antonucci

O Sistema Penitenciário de Mato Grosso vai retomar, na próxima segunda-feira (03.08), as aulas do ensino regular nas 39 unidades penais. Cerca de 2.200 reeducandos, entre homens e mulheres, estão matriculados nos níveis Fundamental e Médio. A retomada das atividades marca também o início da modalidade de Ensino A Distância (EAD).

As aulas presenciais foram suspensas em março, durante o início da pandemia da Covid-19. Na primeira quinzena, as aulas serão disponibilizadas apenas para os alunos já matriculados. A partir da segunda quinzena estará aberta para novos interessados.

O conteúdo das aulas foi disponibilizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e coordenado pela diretoria da Escola Estadual Nova Chance, que também garantirá o envio das atividades impressas. Os professores que lecionam nas unidades vão trabalhar de forma remota prestando as orientações necessárias.

“O retorno das aulas garante a aprendizagem e tira os reeducandos da ociosidade. Vamos disponibilizar material impresso para estas aulas e, com isso, estamos iniciando o ensino a distância, o que considero uma evolução, já que estamos nos adaptando ao novo momento. Vejo esta retomada com olhar esperançoso para o Sistema e para os alunos”, enfatiza a coordenadora de Educação Penitenciária, Fabiana Flávia de Magalhães Nascimento.

A Lei de Execução Penal concede, aos reeducandos que optam pelo estudo, a remição de um dia pena para cada 12 horas estudadas, sendo fracionada a cada três dias por quatro horas diárias.

Conclusão dos estudos

Em janeiro deste ano, 349 reeducandos foram aprovados no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Com o resultado, homens e mulheres privados de liberdade receberam o certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou Ensino Médio.

A participação no certame é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir os estudos na idade apropriada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.