Terça, 11 de Agosto de 2020
(65) 9.9696-8266
Polícia Golpe

Bandidos se passam por juíza para clonar Whatsapp em MT

A juíza do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Christiane da Costa Marques Neves Silva, 47 anos, alertou a população que criminosos estão usando seu nome para aplicarem golpes em Cuiabá.

30/07/2020 12h29
Por: Leandro Campos Fonte: Folha Max
Reprodução
Reprodução

 

A juíza do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Christiane da Costa Marques Neves Silva, 47 anos, alertou a população que criminosos estão usando seu nome para aplicarem golpes em Cuiabá.

Em uma postagem no Instagram, durante a manhã desta quarta-feira (29), a juíza alertou que os criminosos estão usando um número com o prefixo (11) e pedem para que as vítimas forneçam um código de segurança.

Após repassarem o código, as vítimas tem o aplicativo de mensagens WhatsApp hackeado. Ela ressaltou ainda que nem ela, nem a assessoria faz telefonemas com tal finalidade.

"Não ligo e nenhuma pessoa da minha assessoria liga para tal finalidade", postou a magistrada.

Invadir ou instalar programa para acessar remotamente um dispositivo sem autorização, bem como clonar, por exemplo, o WhatsApp para obter informações do outro, poderá incorrer no crime previsto no art. 154-A do Código Penal, que é a invasão de dispositivo informático, com detenção, de três meses a um ano, ou multa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.