Quarta, 05 de Agosto de 2020
(65) 9.9696-8266
Cidades Durante a Pandemia

Operação da PM acaba com festas clandestinas e dispersa aglomerações na capital e interior

Policiais militares também atuam em apoio às Prefeituras em barreiras sanitárias, fiscalização de bares, distribuidoras de bebidas e outros estabelecimentos comerciais

05/07/2020 18h58
Por: Leandro Campos Fonte: Alecy Alves | Secom-MT
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Militar realizou operação de repressão a festas clandestinas, reuniões, encontros e outros eventos e atividades proibidas durante a pandemia. A operação, denominada “Dispersão II”, está sendo realizada desde a noite de sexta-feira (03.07), nos 141 municípios.

As equipes atuam no policiamento e fiscalização independente sobre o uso obrigatório de máscaras, proibição de aglomerações, entre outras medidas, conforme estabelece os decretos estaduais 532 e 465/2020, os quais definem as atribuições da Polícia Militar durante o estado de calamidade pública em função da pandemia.

Em todas as regiões do Estado, policiais atuaram em apoio aos municípios, com conduções para delegacias, dispersões de pessoas aglomeradas e outras situações.

Em Várzea Grande, a PM fez 38 conduções à delegacia e acabou com uma festa clandestina regada a bebida, drogas, presença de menores e até com apreensão de arma de fogo.

Em Barra do Garças (509 km de Cuiabá), a denúncia de uma festa de aniversário em uma chácara levou à prisão de um homem e apreensão de uma espingarda, além de 56 munições.  

Em Acorizal (62 km de Cuiabá), policiais militares deram apoio a agentes municipais na fiscalização de bares, distribuidoras de bebidas e outros. Na noite de sexta-feira, bares de três comunidades rurais foram notificados e fechados.

Na mesma noite, em Cuiabá, nos bairros CPA, policiais militares encontraram muitas pessoas aglomeradas em bares consumindo bebidas alcóolicas. Com o apoio da PM, fiscais da prefeitura fecharam os estabelecimentos comerciais, notificaram os proprietários e orientaram os consumidores a retornarem para suas casas. O mesmo ocorreu em dois bares do bairro Altos da Serra e diversas regiões da cidade.

Em Chapada dos Guimarães (67 km de Cuiabá), junto com a Prefeitura do município, a PM montou barreiras, uma delas na chegada da cidade, próximo a comunidade Água Fria, fazendo abordagens de pessoas, orientação sobre medidas de restrição e prevenção ao coronavirus, além de vistoria e checagem de veículos.

O coronel Wankley Rodrigues, subchefe de Estado Maior e coordenador operacional da PM destaca que ações similares vêm ocorrendo desde março, quando foram decretadas as primeiras medidas. Ele observa que a operação que está em curso é a segunda, “Dispersão II”, com reforço nas atribuições próprias da PM no que se refere à pandemia, previstas em decretos estaduais, e em apoio aos municípios.

Rodrigues reforça que o objetivo da PM não é multar comércios ou fazer conduções de pessoas a delegacias, mas de orientar, conscientizar sobre a gravidade do momento que o Estado está passando com o aumento do número de pessoas internadas e de mortes provocadas pela Covid-19.

Números

Entre os registros das ações da PM estão 3.100 dispersões (acabou com festas, acampamentos e outros eventos), 1.600 notificações em comércios com pessoas sem máscaras.

Também já fez cerca de 950 conduções de pessoas às delegacias por insistência, resistência e reincidência no descumprimento de medidas de saúde pública (por fazer aglomerações, festas, não usar máscaras e outras situações).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.